Trabalhos

Arquivos

Apartamento José Maria Lisboa

A correria do dia a dia do paulistano exige que, ao chegar em casa, ele possa encontrar um refúgio para relaxar e se dedicar àquilo que gosta, como preparar um jantar e receber os amigos. Ao longo dos 230 m² deste apartamento nos Jardins, os proprietários (um jovem casal sem filhos) podem desfrutar de momentos de intimidade e conforto como se não vivessem em um grande centro urbano como São Paulo.
O projeto foi realizado com a intenção de ser aconchegante, porém sofisticado, aproveitando cada metro de seus amplos espaços. A atuação se concentrou nas áreas sociais, como o estar, o jantar, o espaço gourmet e o lavabo.
Desde a entrada, o projeto surpreende: a partir da porta do hall, há uma galeria, de onde são visualizados praticamente todos os ambientes da área social. A galeria é o eixo de distribuição do apartamento, conduzindo ao hall e ao lavabo e dando acesso aos quartos. Com piso, teto e paredes revestidos em mármore, material nobre e contemporâneo cuja execução exigiu perfeccionismo, o local impressiona. As portas em marcenaria laqueadas estão em perfeita harmonia e encaixe com o revestimento.
Outro destaque é o terraço. Integrado ao estar e ao jantar, é uma faixa alongada, com um banco que serve como extensão da área de estar, acompanhando o envidraçamento do terraço. Possui múltiplas funções: além de compor o estar, é utilizado para refeições, uma vez que a mesa de centro tem altura ajustável, abrigando também cachepôs com plantas. O paisagismo também chama atenção, uma vez que proporciona um ambiente mais aconchegante e colorido.
Para facilitar o dia a dia, foi criada uma ilha gourmet, como se fosse uma continuação da mesa de jantar. No mesmo espaço, há ainda um conjunto de adegas, ocultado pela grande porta de correr. A marcenaria tem desenho clean e discreto. Com isso, móveis e peças assinadas ganham ainda mais destaque.
Baseado no contemporâneo e no minimalista, com inspiração no estilo nórdico, o design de interiores é privilegiado pela luz natural em abundância. Dentre o mobiliário, destacam-se peças brasileiras, como o sofá assinado por Jader Almeida; as cadeiras de jantar e as banquetas, da Ovo; a mesa de centro e as poltronas azuis, da Carbono Design; a poltrona em couro, do Estúdio Bola, e os pendentes, da Decameron. A arte também permeia as paredes, exemplificada em obras de Guilherme Callegari e Hugo Frasa.